Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Central de
Atendimento

0

FRETE GRÁTIS

ACIMA DE R$ 299,00 REGIÃO SUL E SP

DESCONTOS

PREÇOS EXCLUSIVOS

PAGUE COM CARTÃO

EM ATÉ 12X

SEGURANÇA

LOJA OFICIAL

20/05/2024

Segurança residencial: 8 maneiras de defender a sua casa

A segurança é um dos pontos primordiais para uma residência, não é mesmo? Isso porque o que há de mais importante e valioso para uma família está dentro do seu lar.

Se você gostaria de aprimorar o sistema de defesa da sua casa para evitar danos e prejuízos materiais, o Blog da Eletroluz elaborou um material com 8 maneiras de proteger o seu domicílio! Confira.

1. Câmeras de segurança

Começando a nossa lista, um dos itens mais famosos de segurança: a câmera.

Câmera de segurança residencial

O funcionamento do equipamento é simples e efetivo. A câmera de segurança envia o sinal de vídeo para o DVR, o aparelho responsável por gravar as imagens geradas e enviá-las em tempo real para a central.

Entre as vantagens de optar pelas câmeras como um dos sistemas de defesa do seu lar estão:

  • Acompanhamento ao vivo ou gravado: as câmeras permitem que toda a movimentação seja monitorada em tempo real, mas também viabiliza gravações, permitindo conferências em momentos específicos.

  • Monitoramento remoto: mesmo que você não fique na sua residência, as câmeras permitem que você mantenha o lar em segurança. Isso porque é possível acessar imagens de maneira remota, diversos sistemas de câmeras viabilizam monitoramento por celulares.

  • Inibição: além da sua função primordial de gravação, as câmeras também podem evitar incidentes apenas por estarem instaladas. Isso porque elas podem intimidar a ação de terceiros em sua residência.

  • Custo-benefício: quando pensamos na instalação do equipamento, buscamos evitar prejuízos. É justamente isso que as câmeras fazem. Você estará investindo na segurança do lar e evitando possíveis perdas por invasões, por exemplo.

2. Alarmes

Outro sistema de segurança bastante conhecido é o alarme. Normalmente, o dispositivo é composto por sensores de movimento que emitem um sinal quando há um fluxo indesejado pelo local.

Nos alarmes residenciais, o equipamento, geralmente, é instalado em áreas mais vulneráveis, como portas, janelas e garagens. Para garantir que o seu lar esteja bem protegido, atualmente, os alarmes são elaborados com diferentes tecnologias.

Assim, você só precisa adquirir o modelo que melhor atenda às suas necessidades.

  • Sensores: quando ativados, enviam uma informação à central de controle que pode agir imediatamente. Há vários modelos disponíveis como sensores de movimento, de quebra de vidro, impacto, fumaça etc;

  • Sirenes: o famoso indicador de que algo está fora do normal. Ativadas, as sirenes são equipamentos que emitem informações visuais e audíveis de irregularidade;

  • Sistema discador: o sistema de discagem é responsável por telefonar automaticamente para os números gravados, assim que o alarme é disparado;

  • Botão do pânico: ao apertá-lo, será enviado um aviso emergencial à central de monitoramento. É padrão que os botões de pânico sejam discretos, então não vai emitir sons ou luzes.

3. Iluminação interna e externa

Apesar de não ser exclusivamente um sistema de segurança, a iluminação pode contribuir muito para resguardar a sua residência.

Detalhe de iluminação externa residencial

Isso porque, quando há luzes, há visibilidade. Dessa forma, para dificultar movimentações externas que ocorrem pela ausência de luzes, uma iluminação efetiva com certeza pode atuar efetivamente na seguridade do ambiente.

Assim, o recomendado é que as residências sejam iluminadas para ajudar a visibilidade das pessoas que moram ali, mas também daqueles que estão próximos, como vizinhos e até mesmo das pessoas que estão passando pela rua.

Portanto, garanta luminosidade tanto na parte externa quanto interna da sua casa!

Gostou da ideia? Aprenda como instalar lâmpadas e interruptores!

4. Portões automáticos

Os portões automáticos são uma ótima contribuição para a segurança da sua casa.

Pessoa segurando controle de portão eletrônico, ao fundo garagem de carros e motos

Isso porque o equipamento permite que você não precise sair do seu veículo para abrir o portão, basta acioná-lo para abrir. É ainda mais efetivo se considerarmos que o dispositivo também realiza o fechamento automático.

Com o dispositivo, você não fica vulnerável a abordagens que podem acontecer ao ter que abrir o portão manualmente. Sem dúvidas, a automatização do portão é indispensável para garantir a segurança do lar.

Garanta um fechamento rápido

Dependendo do modelo, a velocidade de fechamento do portão pode chegar a 20 segundos.

Isso é bastante quando pensamos em vulnerabilidade. Alguns modelos fecham automaticamente em tempos menores, que podem variar entre 05 e 10 segundos.

Portanto, ao considerar investir no mecanismo, não deixe de conferir essa funcionalidade.

Invista em um sistema automático de clausura

Atualmente, os sistemas mais modernos de fechamento são elaborados com tecnologia de reconhecimento.

É isso mesmo, você não precisa nem realizar a ativação do equipamento! Isso porque o sistema é elaborado com câmeras ligadas às centrais de monitoramento, que fazem abertura do portão ao reconhecer a placa do veículo.

5. Vídeo-porteiro

Uma versão atualizada do porteiro-eletrônico, o vídeo-porteiro é um dispositivo elaborado com tecnologias internas e externas mais efetivas para ampliar a segurança da sua residência.

pessoa atendendo interfone com câmera de segurança

Combinando áudio e vídeo em alta qualidade, o equipamento permite que você consiga monitorar o portão da sua residência mesmo quando há pouca incidência de luz. Mas o equipamento não para por aí, ele permite a instalação e integração de câmeras extras.

Além da segurança, o vídeo-porteiro é extremamente prático. Alguns modelos do equipamento permitem que você converse com as pessoas próximas ao equipamento de maneira remota.

6. Fechaduras eletrônicas

Para otimizar as portas e portões de uma residência, você tem uma ótima opção: as fechaduras eletrônicas.

Detalhe de pessoa tocando teclado númerico de fechadura eletrônica

O dispositivo de segurança permite que a abertura e fechamento seja feito por cartões ou botões magnéticos, controles remotos, smartphones e biometria.

Isso aprimora — e muito — a segurança de um ambiente, visto que possíveis arrombamentos serão muitos mais complexos, especialmente quando combinados com alarmes de quebra ou impacto.

7. Cercas elétricas

Quando falamos em segurança residencial, as cercas elétricas vêm rapidamente à mente, certo? O dispositivo é acessível e bastante útil para otimizar a proteção de uma residência!

Detalhe de cerca elétrica de 6 fios instalada em muro residencial

A ação das cercas elétricas é feita com a emissão de pulsos em alta voltagem. Assim, quando há o contato direto com os fios de aço, ocorre um choque repulsivo.

Dessa forma, as cercas elétricas são bastante utilizadas sobre muros para evitar — ou dificultar — a ultrapassagem de possíveis invasores.

8. Grades de ferro

Por último, mas não menos importante, um clássico da proteção!

Detalhe de portão com grade de ferro

Para evitar invasões por meio de portas e janelas, as grades de ferro são ótimas opções, pois são duráveis e resistentes. Assim, quando instaladas corretamente, sem dúvidas evitam a entrada de terceiros na sua residência.

Se você busca por uma proteção econômica e versátil, a grade de proteção é uma ótima escolha. Além da segurança, elas são versáteis, pois podem ser instaladas em praticamente todos os ambientes.

Gostou de saber como elaborar um sistema de segurança residencial? Então, continue navegando pelo blog da Eletroluz! Por aqui, você encontra muitos assuntos sobre como otimizar o seu lar, confira!