Economia de energia e água na utilização de chuveiros eletrônicos

Ainda bem que não estamos na França! Por aqui, curte-se mesmo tomar banho. Pesquisa divulgada pela Euromonitor revela que, no Brasil, se tomam em média dois banhos por dia. A prática não é tão comum em países como França, Turquia e Reino Unido. Esse hábito brasileiro, no entanto, não se pode converter em desperdício. Neste artigo, abordaremos os chuveiros eletrônicos e a economia de energia e água que geram.

Todos sabem que o chuveiro é um dos itens que mais consomem energia numa residência. Quando o inverno chega, a situação piora. Além do aumento na conta de luz, essa é a época em que mais se queima resistência de chuveiros. Isso porque é comum as pessoas abrirem a torneira o mínimo possível para a água sair quentinha, o que força a resistência.

Os chuveiros eletrônicos, no entanto, acabam com esse dilema porque permitem melhor regulagem da temperatura. Assim é possível tomar um banho bem quente sem precisar deixar a água escorrer o mínimo. Essa também é uma forma de economizar energia.

Por falar nisso, a variedade de níveis de temperatura é a principal diferença em relação ao chuveiro elétrico. Enquanto este apresenta, geralmente, a temperatura fria, quente, morna e superquente, os chuveiros eletrônicos não se resumem aos quatro estágios.

Também é possível alterar a sua temperatura enquanto está ligado, diferentemente dos tradicionais.

Melhor regulagem gera economia de luz e água

Quem nunca demorou um tempão tentando ajustar o registro até encontrar a temperatura agradável para o chuveiro elétrico? Nesse tempo, desperdiçou-se água e, claro, energia. Com os chuveiros eletrônicos, a regulagem pode ser feita por haste, chave ou controle remoto, conforme a sua necessidade e as especificidades do modelo.

A alta eficiência do produto gera economia, afinal, a potência dos chuveiros eletrônicos permite um banho aquecido no menor tempo possível, sem desperdícios. Sobre isso, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) recomenda que o banho não ultrapasse oito minutos.

Como escolher os chuveiros eletrônicos?

Existe uma diversidade de modelos disponíveis para todos os bolsos e gostos. Os de controle remoto se ajustam perfeitamente às decorações mais modernas e também as necessidades dos clientes.

Para quem quer economizar água, a dica é optar por modelos com espalhador pequeno e vazão menor. A vazão corresponde à quantidade de água fornecida por minuto. Normalmente, essa informação vem na embalagem. Já o espalhador é a peça com furos por onde a água sai. Dependendo da pressão da água, o volume que sai pelos orifícios pode ser muito alto. Por isso, é importante ficar atento a esses detalhes.

Agora que você já conhece os diferenciais dos chuveiros eletrônicos, que tal visitar nossa loja virtual e verificar os produtos disponíveis? Não espere o inverno bater à porta, hein! Além da redução de custos, os modelos trazem segurança e conforto para o dia a dia.

Um comentário em “Economia de energia e água na utilização de chuveiros eletrônicos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *